jan 13 2011

em busca do tempo perdido

Categorias: livros,rastros,sem categoriaSuzana Gutierrez @ 13:14

Na minha tese tem uma hora que eu confesso que, ao longo do doutorado, abandonei um pouco o jeito Alice do mestrado e passei a me identificar mais com o solitário Marcel, um tanto inseguro, egocentrado, mas tenaz em se agarrar ao tempo e, de alguma forma, tentar compreender as suas contingências, as suas leis.

Neste espírito, decidi reler Em busca do tempo perdido, devagarinho, saboreando os achados de Proust, achados porque, penso eu, ele topou com eles durante o processo de recriar a vida escrevendo. Quando pude transitar por alguns de seus caminhos, já havia a vontade de reler, mas não havia o tempo. E assim, de certa forma o seu pensamento me assombrou durante a minha recriação particular do tempo no doutorado.

Neste início de ano reli No caminho de Swann e À sombra das moças em flor. Começo a trilhar agora o Caminho de Guermantes. Devagar, intercalando com outras leituras acumuladas durante este tempo de pesquisa em que elas  eram muito dirigidas. Estou terminando, também O tempo entre costuras, de Maria Dueñas, livro que ganhei no Natal.  O tempo de novo… Talvez seja ele o grande motor dos escritores.

Tags: , ,