nov 19 2010

mil portas

Categorias: cultura,genteSuzana Gutierrez @ 21:29

casa das mil portas

casa das mil portas

Uma das coisas que quero fazer neste próximo ano é ir arrumando este blogue. Na migração que fiz, muito link ficou quebrado, texto desconfigurado, imagens ‘sumidas’. E nestes últimos dois anos foi impossível mexer, acertar estas coisas e postar os arquivos que tenho de 2002,  salvos do primeiro blog.

Vai ser algo assim com buscar o tempo. Vou brincar de Marcel Proust, sabendo que não estou fora das contingências do tempo.  E, neste processo, relembrar algumas coisas que foram muito ‘queridas’. Uma delas tem muitas portas de entrada…  🙂  Em 2005, bem antes dos microblogues, nós já escrevíamos com 50 carácteres ou menos.

Texto livre e solto, mas sem faltar poesia. Na Casa das Mil Portas, uma grande ideia do Nemo Nox,  cada vez que tu bateres, alguém vai abrir. E se for a “Su”, sou eu 🙂

Tags: ,


abr 17 2005

Uma casa com mil portas

Categorias: cultura,leituras,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 12:54

A Casa das Mil Portas é projeto com centenas de microcontos escritos por blogueiros brasileiros. Um microconto é, ao menos na nossa definição, uma história em prosa contada em aproximadamente cinqüenta letras. Se parece pouco é porque é realmente pouco. Fazer um microconto é um desafio literário, uma tentativa extremamente econômica de contar ou sugerir uma história inteira. Um microconto exemplar, e possivelmente o mais famoso de todos, é do escritor guatemalteco Augusto Monterroso: “Quando acordou, o dinossauro ainda estava lá.”

Aqui, cada microconto tem sua própria página, onde aparece o texto e o nome do autor, com um link para o seu weblog. Há também um link para outro microconto escolhido aleatoriamente. Como o microconto seguinte é sempre escolhido ao acaso, pela mágica do javascript, cada visita será diferente e mostrará os microcontos numa nova seqüência. Clicando na casinha do alto da página, é possível voltar ao início e recomeçar a explorar a Casa das Mil Portas.

Assim Nemo Nox descreve o projeto, mas para saber mesmo é preciso arriscar e abrir uma das portas.

Eu andei abrindo as portas e achei até uns guardados meus. E, sobre isso, até arrisco um conto quase mínimo:

Quando a porta abriu, lá estava ele sorrindo amplo, como só os esqueletos podem sorrir.

Tags: ,


ago 26 2003

10ª Jornada Nacional de Literatura

Categorias: Sem categoriaSuzana Gutierrez @ 09:08

Vozes do Terceiro Milênio: a Arte da {inclusão}

Inicia hoje em Passo Fundo. Presenças confirmadas de Edgar Morin, Frei Betto, Drauzio Varella, o francês Roger Chartier e o neto de Hemingway.

:: informações, programa, inscrições no site do evento

:: notícia no Estadão

:: sinapse do Bica

Tags: ,