out 15 2009

Dia do Professor

Categorias: cmpa,doutorado,educação,pesquisa,rastros,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 12:54

medalha marechal trompowsky

medalha marechal trompowsky

Colegas, 🙂 parabéns para nós!

Este ano não vou falar da educação, do professor, … Não vou colar nenhum cartãozinho ou charge e nem xingar :~)

Vou fala um pouco dos dias da professora aqui. Uma professora que se diferencia da maioria dos colegas por ter plano de carreira, por poder trabalhar numa só escola, por estar em casa hoje, estudando com apoio da legislação sobre seu plano de carreira. Uma professora que não é privilegiada, como alguns gostam de dizer, uma professora que, por outro lado, não sofre a precariedade de condições de trabalho e carreira da grande maioria dos colegas.

Meus dias de professora são alegres, tenho prazer em trabalhar e estar com meus colegas e alunos. Adoro o que eu faço, mesmo. E esta semana está sendo especial.

No feriado, fui fazer uns arremessos na praça aqui do lado de casa e, em 2 minutos, estava dando aulas 😀 Um punhado de crianças foram chegando uma a uma e terminamos jogando basquete na quadra toda. Folgo em dizer que a bola de futebol deles ficou paradinha esperando no canto da goleira. << isto é um privilégio de ser professor.

Ontem, na formatura alusiva ao dia do professor, recebi, juntamente com colegas do Colégio Militar de Porto Alegre, a Medalha Marechal Trompowky* e passei a manhã nas quadras, me divertindo muito com meus alunos e colegas. As aulas de educação física foram abertas aos colegas professores que se misturaram aos alunos. Reza a lenda que muitas, er…, diferenças foram acertadas no futebol. Creio que sim, pois todos voltaram felizes do campo 🙂

À noite, meu time infantil venceu de forma brilhante o jogo da semi-final do Campeonato Anchieta e está classificado para disputar a final. Resultado bom, mas nem de perto superou a alegria de constatar o desenvolvimento do time ao longo do ano. Deu gosto ver que aquele bando de pangarés 😀 agora são uma equipe unida, coesa e temível!

Hoje, estou em casa, grudada nos dados e nos meus sujeitos e sujeitas de pesquisa :|. Ah… estes dados de blogs! Não somente os colho, mas mergulho neles e eles me levam para tantos e tão surpreendentes lugares. A coleta de dados está levando o dobro do tempo previsto! Estou passando o dia do professor no meio dos professores, do seu cotidiano, dos seus interesses. Colegas, vocês não calculam a relevância destas suas memórias singelamente blogadas. Aquele texto (que alguns acham) diarinho, aquele comentário abobrinha, as imagens, os sons e as falas do seu dia valem mais do que resenhas, que citações. E quando vocês refletem em cima destes relatos, é aí que encontramos a teoria\prática construída a muitas mãos e em tempo real.

Na imagem, a minha medalha. Professores de Educação Física tem um fraco por medalhas. Tive de me conter para não ir na padaria com ela.

* “Medalha Mal Trompowsky, criada pelo Decreto do Exmo. Sr. Presidente da República do Brasil em 1953 e destina-se a distinguir cidadão brasileiro ou estrangeiro, ou instituição, que se tenha destacado em relevantes contribuições ao ensino nos Estabelecimentos de Ensino das Forças Armadas, à educação ou à cultura”.

[update]
O círculo se fecha sem se encerrar. A voz de cada colega vai moldando a realidade (hoje!) de ser professor:

Marli, no Blogosfera Marli
Sérgio, no Aprendendo em redes de colaboração
Rogério, no Monitorando
Robson, no NTE Itaperuna
Veneza, no Diário da Professora
Teresinha Bernardete, no Caminhos para chegar
Jenny, no O PC e a criança
Gládis, no Gládis Santos
Franz, no Este blog minha rua
Tatiane, no Mulher é desdobrável

E para completar:
Professora premiada quebra paradigmas consagrados pelo pensamento neoliberal das últimas três décadas

[update 2]
Como disse a Lilian, lá na lista: “É um enorme prazer acompanhar essa meninada”

Professor é desdobrável, mas não inquebrável 🙂 Ensaio do 3º ano do CMPA, sob a direção dançante do colega Gustavo, que ontem se descadeirou na apresentação final.


ele é da matemática…
a produção é do colega Vinicius, das artes civis e militares.

Tags: , , ,


maio 05 2009

A sala de Aula reinventada – A REDE

Categorias: blog,educação,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 06:04

No meu entender reinventar a sala de aula não quer dizer esquecer todas as nossas experiências, lançá-las num limbo pedagógico a espera de uma reinvenção futura. Reinventar a escola parte de conhecer o seu contexto e sua história, saber que o novo traz em si, indeléveis, as marcas daquilo que já foi.

Um movimento de reinvenção é, assim, dialético, consciente das contradições, aprendendo e compreendendo que todo o desafio é oportunidade e não obstáculo.

Porém, este título é da matéria de Aurea Lopes para a Revista A Rede. Com muita satisfação fiz parte da equipe entrevistada para a construção deste tema, juntamente com o Sérgio Lima, a Sonia Bertochi, Ana Carmen Foschini, Betina Von Staa.

Falamos de blogs e de novas experiências em sala de aula, dos desafios e das possibilidades de ousar inovar.

Para o professor é muito importante discutir suas práticas, receber a consideração e as críticas de seus pares sobre o trabalho realizado.

Gostei muito de fazer parte desta matéria e trazer um pouco das aventuras iniciais do Colégio Militar de Porto Alegre no mundo dos blogs e da educação em rede online.

* a imagem é da Revista e ilustra a matéria.

Tags: , , , ,


maio 04 2009

Redes sociais e Educação

Categorias: blog,educação,redes sociais,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 16:15

Saiu no portal Conexão Professor um especial sobre Redes Sociais. Participei em algumas partes da matéria, em especial nas redes sociais e educação e nos blogs.

Blogosfera: um universo a ser explorado pela educação

Redes sociais e Educação: construindo, juntas, o futuro

A matéria construída por Luiz Eduardo Queiroz é bastante abrangente e trata de diversos assuntos que rodeiam o tema das redes sociais. Presentes, também, neste especial: Raquel Recuero, Carlos Nepomuceno, Sérgio Lima, Lilian Sarobinas, entre outros professores e pesquisadores.

Link para o início do especial:

Especial Redes Sociais

* a imagem é do portal e ilustra a matéria.

Tags: , , , ,


mar 01 2009

Professores Conectados

Categorias: educação,suzana gutierrez,ticSuzana Gutierrez @ 05:18

Professores Conectados é o título de um pequeno artigo que escrevi como provocação ao debate no I Congresso de Tecnologias na Educação, realizado no final de outubro de 2008 e promovido pelo grupo Blogs_Educativos.

O Congresso, totalmente online, abrigou interessantes discussões nos fóruns abertos ao redor dos diversos temas e artigos. Agora, é lançada a Revista Tecnologias na Educação e publicados os artigos, palestras e relatos de experiência que deram movimento ao Congresso.

É importante salientar a origem da nova revista: uma comunidade de educadores blogueiros que, desta forma, socializam um pouco de suas reflexões. Uma comunidade que mostra como os professores podem formar redes sociais online, relações que ampliem os processos de aprender-ensinar.

Espero que, em breve, os diversos fóruns do congresso, que abrigam riquíssimos debates, possam ser reabertos e agregados a este primeiro número da revista, possibilitando, mais uma vez, o diálogo em torno de temas tão importantes. Fica a sugestão aos organizadores 🙂

Espero, também, que o meu artigo possa continuar suscitando o debate sobre a formação e o trabalho do professor em sua intersecção com as tecnologias da informação e da comunidação.

Tags: , , , , ,


abr 07 2008

Competir: muito além da disputa

Categorias: basquete,educação,educação física,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 15:00

Aos professores, inclusive os de educação física, que acham que esporte e educação não combinam.
Texto que escrevi no final do ano passado e que saiu na Revista Hyloea (em papel) do CMPA neste mês de março. Não colo tudo aqui porque ele tem imagens que dão um sentido especial ao texto.

Andar sempre apaixonado é uma coisa que vem junto com alguns anos conturbados da vida. Adolescentes e, às vezes os nem tanto ou os para sempre adolescentes, estão sempre apaixonados. Aquela mistura de tormento com alguns instantes de lucidez e razão é um motor poderoso para algumas coisas e um freio potente para outras.

Competir nos esportes tem muito disso. Um impulso instintivo e altamente emocional contrabalançado por alguma tentativa de frieza e planejamento. Se, por um lado a tática, a lógica e a estratégia puxam pela razão e se constroem num lugar um tanto frio, por outro, sem aquele impulso do sentimento, sem a paixão, as coisas caem no vazio. A técnica pura quando muito produz um robô mais ou menos eficaz se as coisas forem estáticas. Como elas não são, entra a paixão para dar vida à técnica.

………. segue

Tags: , , , ,


fev 21 2008

Quem é o homem algorítmo?

Categorias: suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 16:19

O melhor da semana é que saiu na Carta Escola, da Carta Capital, um texto e um conjunto de atividades que eu e a Lilian Starobinas construímos juntas. O título é “Quem é o Homem Algorítmico” e vem logo depois do texto do Silvio Meira, Nasce o Homem Algorítmico. Infelizmente, esta produção sai só na revista impressa. Porém, estamos vendo um jeito de poder socializar o texto.

A coisa que mais me agradou neste trabalho foi realizá-lo junto com a Lilian. E tem gente que acha essencial o olho no olho para que alguma relação tenha realmente empatia. Fizemos tudo à distância, tudo construído cooperativamente mesmo. Uma experiência muito boa em todos os sentidos.

Começamos lançando todas as viagens possíveis e, depois, fomos juntando as nossas idéias e construindo um caminho comum. Muito interessante. Por ex:

O texto do Sílvio começa assim: “Pedro está colado no celular de Mano jogando alguma coisa cuja trilha sonora é de tirar o juízo de qualquer um que não tenha anos de meditação. De repente, pára e pede: “Mami, diga xis!” A mãe, no banco da frente, diz. Pedro retruca: “Olhando pra cá, né, mami?” Todo mundo ri. Pedro, 6 anos, e Mano, 10, estão explorando um dos 120 milhões de celulares existentes no País, muitos deles nas mãos dos “manos” de 10 anos.”
Para iniciar a nossa provocação, eu comecei sugerindo:

“Eram cinco horas da tarde quando Valdisnei pegou Tiaron e Uesli pela mão e foi rápido para a bica, que ficava dois barracos adiante do barraco onde ele mora com a mãe e os cinco irmãos e irmãs. Tinha de chegar rápido na bica para lavar os dois, antes que o pessoal da vila começasse a voltar para casa e a fila ficasse muito grande. Agora era todos os dias esta lavação, porque senão o pessoal da creche não recebia os dois e aí Valdisnei não podia ir para a escola. Deu banho nos dois e se lavou mais ou menos. Tinha vergonha de tirar a roupa ali na rua. Pegou a sacola com a roupa suja e puxou os dois pela mão na direção do boteco da esquina. Queria assistir um pouco de TV antes da mãe voltar. Em casa tinha TV, mas não tinha luz, porque os ‘gatos’ no poste mais perto da sua casa tinham estourado e deixado sem luz aquele pedaço da vila. Ficou por ali, olhando Malhação, enquanto Uesli e Tiaron se sujavam de novo brincando com um cachorro. A mãe ia demorar e era bom eles ficarem entretidos para não sentir fome. Valdisnei (que a professora chamava Valdisnei e que a mãe corrigia: o nome dele se diz Val Dísnei) se espichou para ver pela janela aquele mundo diferente que a novela mostrava.”

Mas mudamos: em vez das crianças, terminamos por colocar o professor no centro da conversa, num contraponto não tão contrastante, mas, que até por isso, mostra as contradições do viver digital.

Tags: , , ,


fev 03 2008

este blog e a recuperação do passado

Categorias: blog,RSS,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 08:00

Eu blogo desde 2002 e, de início, usei aplicativos variados de blog tentando achar um que fosse acessível, tivesse variedade de recursos e não levasse anos para carregar.

É, naquele tempo os serviços eram precários e para postar era preciso entrar na fila, quase.

Assim, pipoquei de blogger.br (que ainda não era da Globo) à blogger.blogspot (quando a Pyra Labs ainda não era do Google), que eram os que existiam na época, e acabei ficando no blogspot, mesmo sendo em inglês e criando dificuldades para o uso com alunos, por isso.

Nestas, perdi blogs, perdi os comentários que ficavam em aplicativos diferentes: blogger.globo e haloscan.

Assim, meu blog ficou uma colcha de retalhos linkando o que consegui recuperar.

Hoje comecei um processo de agregar isso tudo. Vai levar mais uns 3 anos eu acho :)) Mas vai ficar legal. Enquanto isso, o meu feed rss vai ficar meio maluco, misturando coisas antigas e novas. Então, se derem de cara com uma entrevista minha de 2005, uma atividade do cmpa de 2002, relaxem… Pulem para o outro post ou vão dar uma espiada.

Afinal, recordar é viver.

Tags: , ,


jan 13 2007

e por falar nisso…

Categorias: suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 16:17

Às vezes, falamos tanto de coisas que realmente importam. De futuro, de rede, de sinapses, de vida digital, de tecnologia e sua influência na vida das pessoas, falamos de pesquisas (as nossas!)…

Eu pensando em discutir sobre um mundo mediado por imagens e, nisso, a crítica necessária é a da possibilidade das imagens mediarem a relação social entre as pessoas.

Uma visão de mundo objetivada, uma realidade fragmentada, considerada “como objeto de mera contemplação?” (DEBORD!) Um possível campo de estudo em relação aos blogs e outras publicações dinâmicas e os telefones móveis, formando espaços de uma expressividade fundada na imagem, onde as noções de público e privado são confrontadas.

Porém, te encaixam naquilo que querem, como você fosse a pecinha que faltava em algum quera-cabeça daqueles bem fáceis, …

E tem mais, eu não atualizo blog na beira da praia e também não dou caminhadas despreocupadas…

Bah… tudo isso me lembra Guy Debord:

“Quando o mundo real se transforma em simples imagens, as simples imagens tornam-se seres reais e motivações eficientes de um comportamento hipnótico. [..] Mas o espetáculo não pode ser identificado pelo simples olhar, mesmo que este esteja acoplado à escuta. Ele escapa à atividade do homem, à reconsideração e à correção de sua obra. É o contrário do diálogo. Sempre que haja representação, o espetáculo se reconstitui.” (Sociedade Espetáculo)

Tags: , , , , ,


jul 09 2006

Webdesign

Categorias: suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 17:44

O número 31, de Julho de 2006 já está nas bancas.

Nele a minha contribuição para a matéria Folksonomia, em entrevista ao Luís Rocha.

Um trecho da matéria:

“A folksonomia é parte de uma série de transformações na rede, que se intensificaram de 2003 para cá. Se junta à disseminação dos blogs e wikis, à distribuição de conteúdo por protocolos tipo o rss (really simple syndication), aos aplicativos para constituição de redes sociais como o Orkut, e aos coletores sociais de links e outros materiais como o del.icio.us. As mudanças para o desenho de sítios vêm deste conjunto de transformações.
Normalmente os sítios são desenhados esperando um incremento na encontrabilidade e, assim, penso que haveráum movimento no sentido de estudar como esta folksonomia está sendo gerada e quais as tags ou palavras-chave que deverão ser atendidas no projeto do sítio.”

informações: Revista Webdesign
Technorati Tags: , , , ,

Tags: , , , , ,


ago 25 2005

Universo EAD – agosto de 2005

Categorias: blog,ead,educação,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 20:31

Saiu no Boletim do SENAC SP a matéria de Ivanir Costa sobre o uso pedagógico dos blogs. Eu participei contribuindo com a minha experiência e os diversos projetos nos quais venho atuando desde 2002.

Um pedacinho da matéria:

Professores e alunos já usam todos os atrativos dos diários online para criar uma rede de ensino e comunicação
Os blogs estão se profissionalizando e deixando de ser apenas “diário virtual adolescente” para virar palco de discussões e fonte de informações para muitos setores. No mundo corporativo, vários executivos têm seus próprios blogs, assim como jornalistas renomados também mantêm um canal próprio de informação e discussão. E esta febre começa a contagiar professores e educadores, que já vêem nos blogs uma alternativa para comunicação na educação e um excelente meio para oferecer uma formação descentralizada.

Suzana Gutierrez atua com blogs desde 2002. Começou em um projeto com alunos da faculdade em que trabalhava e incluiu o assunto em sua dissertação de mestrado. A partir daí, se envolveu em vários projetos, como o Relendo Clássicos, blog colaborativo de uma disciplina do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRGS; o Prática Educativa em Medicina, blog colaborativo da disciplina de mesmo nome da Faculdade de Medicina da UFRGS; o InTramse, com notícias do Núcleo de Estudos e Experiências em Trabalho, Movimentos Sociais, Saúde e Educação (TRAMSE) da UFRGS; e o Argumento, blog-revista do TRAMSE/UFRGS.

leia mais

Technorati Tags: , , ,

Tags: , , , ,


ago 24 2005

El proyecto [zaptlogs]

Categorias: colaboração,educação,suzana gutierrez,tecnologiaSuzana Gutierrez @ 09:54

El proyecto [Zaptlogs] fue concebido y desarrollado por la investigadora brasileña Suzana Gutierrez durante el cursado de su maestría en Educación en la Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sus objetivos se orientaron a la construcción de alternativas en la formación de educadores autónomos en el trabajo con tecnologías digitales educativas y a la utilización de medios para la formación de comunidades de investigadores para intervenir en las mismas con una propuesta de apropiación de las TICs. Para ello utilizó weblogs como tecnología de comunicación digital en red que le permitiese construir espacios de investigación, colaboración y aprendizaje.
Susana accedió a compartir con nosotros su relato y conclusiones de aquélla experiencia que concluyó pero que continúa expresándose en la red.

[zaptlogs] – relato de experiência e pesquisa

Suzana Gutierrez
Mestre em Educação, Pesquisadora do TRAMSE UFRGS
Professora do Colégio Militar de Porto Alegre

>> continua com o meu relato no Dialógica

E eu agradeço a oportunidade de poder falar de um trabalho que para mim foi muito importante e inspirador das pesquisas que continuo realizando.

Tags: , , , , , , ,


abr 17 2005

Uma casa com mil portas

Categorias: cultura,leituras,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 12:54

A Casa das Mil Portas é projeto com centenas de microcontos escritos por blogueiros brasileiros. Um microconto é, ao menos na nossa definição, uma história em prosa contada em aproximadamente cinqüenta letras. Se parece pouco é porque é realmente pouco. Fazer um microconto é um desafio literário, uma tentativa extremamente econômica de contar ou sugerir uma história inteira. Um microconto exemplar, e possivelmente o mais famoso de todos, é do escritor guatemalteco Augusto Monterroso: “Quando acordou, o dinossauro ainda estava lá.”

Aqui, cada microconto tem sua própria página, onde aparece o texto e o nome do autor, com um link para o seu weblog. Há também um link para outro microconto escolhido aleatoriamente. Como o microconto seguinte é sempre escolhido ao acaso, pela mágica do javascript, cada visita será diferente e mostrará os microcontos numa nova seqüência. Clicando na casinha do alto da página, é possível voltar ao início e recomeçar a explorar a Casa das Mil Portas.

Assim Nemo Nox descreve o projeto, mas para saber mesmo é preciso arriscar e abrir uma das portas.

Eu andei abrindo as portas e achei até uns guardados meus. E, sobre isso, até arrisco um conto quase mínimo:

Quando a porta abriu, lá estava ele sorrindo amplo, como só os esqueletos podem sorrir.

Tags: ,


jul 18 2003

ligações

Categorias: links,suzana gutierrez,tecnologiaSuzana Gutierrez @ 12:50

Amei isso. Você entra no Audioscrobbler Browse V0.1, digita o nome de uma banda ou artista e o programa mostra outras bandas relacionadas conhecidas e novas. Se colocar uma outra banda no campo ADD, vai mostrar esta banda, as bandas a ela relacionadas e as ligações com a primeira banda. Clicando em qualquer referência, se estabelecem novas ligações.

.:: descobri isso no blog do Sebastian Paquet
.:: em tempo: na terceira ‘adição’ dá pau no micro , nada é perfeito.

.:: em tempo 2: uma boa idéia seria fazer algo assim com os pesquisadores, ou projetos, …

Tags: , , , ,