jan 11 2009

Google Reader

Categorias: RSS,tecnologiaSuzana Gutierrez @ 14:42

Comecei a usar rss e agregadores em 2003. Na época, o blogger não tinha este recurso e distribuir o conteúdo do blog por rss era trabalho artesanal. Se inseria umas tags em volta do código de postagem do template do blog e se usava um script que parseava o conteúdo fazendo o feed.

((Bah, este texto acima ficou meio old web, mas em síntese: o feed era feito artesanalmente))

Para ler os feeds que eu subscrevia usei o Sharpreader, um aplicativo desktop, depois o Bloglines e, atualmente, o Google Reader (aplicativos web). Mesmo continuando com o Bloglines, hoje uso mais o Google Reader, principalmente pelas formas de classificar e compartilhar o conteúdo lido.

No Google Reader podemos escolher com quem compartilhar nosso conteúdo e, estes amigos, podem escolher se vão ler o que nós estamos compartilhando.

Hoje, o Sérgio compartilhou um texto do no 15 que fala que é preciso sharear* bem para sharear sempre. Lendo esta recomendação, que veio com a seguinte nota:

“Não vou citar nomes porque é antipático, mas se você usar o recurso de compartilhar textos do Google Reader não deixe de ler 🙂 (Assinei este feed só para poder compartilhá-lo)”

resolvi escrever.

No texto, o autor faz algumas recomendações para que o uso do compartilhamento seja bom para todos. Em resumo: compartilhe o que tu achas que vai interessar aos outros, coloque uma nota explicativa naquilo que compartilhar e tenha bom senso para não entupir os outros com informações. Boas idéias que valem para listas de discussão, twitter e outros locais de troca de informações.

Mas eu queria chamar a atenção para esta possibilidade de compartilhamento e para a apropriação que já estamos fazendo. Para quem não conhece, cada postagem lida no Google Reader tem no rodapé as seguintes possibilidades:

)) Adicione uma estrela: para marcar uma postagem que você julga relevante. As postagens estreladas ficam separadas num link próprio para consulta.

)) Share (compartilhe): marcando esta opção os amigos com os quais você compartilha as suas leituras vão receber esta postagem quando acessarem o link “Friend’s Shared Itens”

)) Share with a Note: o mesmo acima, mas com a possibilidade de acrescentar uma nota e tags ao que for compartilhar.

)) Email: para compartilhar por email (útil para postar via email direto no blog)

)) Keep Unread: para manter aquela postagem marcada como não-lida.

)) Adicionar Tags: para classificar aquele conteúdo. As tags que tu fores criando vão aparecendo ao final da lista de sites\blogs agregando tudo que for classificado.

A nossa apropriação da possibilidade compartilhar com uma nota é re-compartilhar uma postagem recebida por compartilhamento, com uma nota respondendo a nota inicial. No meu entender, este uso reforça o que está sendo compartilhado e mobiliza o debate. Se bem que pode gerar uma espécie de chat em espaço inadequado. Além de ser um diálogo que apenas algumas pessoas acompanham, pois os amigos com quem compartilhamos não são os mesmos na totalidade.

Esta apropriação indica uma tendência que pode motivar o Google Reader a acoplar uma ferramenta ao estilo dos “scraps” do Orkut ao Google Reader. Nada tão Google Talk, mas, também, nem tão Twitter.

Outra apropriação é a que o Sérgio confessa no seu bilhete: assinar um feed só para compartilhar. Eu já vinha fazendo isso, também, quando encontrava alguma coisa na rede num site que eu não assinava, mas queria compatilhar.

Basta começar a assinar o feed. O GReader ‘puxa’ o conteúdo; compartilhamos a postagem desejada e não terminamos de assinar o feed. Existe um botão para adicionar a barra do navegador que faz isso. (Me perdi dele na última formatação e preciso localizar novamente)

É interessante estes usos diferentes da proposta inicial de um aplicativo, pois quebra, por meio da nossa criatividade, o que poderia ser um determinismo tecnológico.

)) mais sobre agregação de conteúdo.
)) um tutorial do Google Reader no blog da Miriam Salles.
)) tutorial Google Reader elaborado pelo Júlio Cardoso.

* uma apropriação de ‘share’ – compartilhar.

(em construção)

Tags: , , , ,


abr 04 2008

rss, imagens e recursos para educação

Categorias: imagem,informação,RSS,tecnologiaSuzana Gutierrez @ 16:47

Tags: , , , , , , ,


fev 15 2008

Novidades Google Reader e Blogger

Categorias: blog,recursos,RSSSuzana Gutierrez @ 19:25

O Google Reader agora admite a escolha do Português como linguagem. Mas apresenta a mesma limitação do Espanhol: não mostra os itens compartilhados pelos amigos. Isso deve ser resolvido em breve.

Blogger 1: Pelo Blogger Draft é possível adicionar um blogroll ao blogger. Use a opção adicionar elemento de página. Os endereços podem ser importados do Google Reader

Blogger 2: usando o Blogger Draft é possível postar para ser publicado em data posterior. Vou testar neste post 🙂

Agora são 00:13 de 16/02. Vou publicar em….. 00:25

Tags: , , , ,


fev 03 2008

este blog e a recuperação do passado

Categorias: blog,RSS,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 08:00

Eu blogo desde 2002 e, de início, usei aplicativos variados de blog tentando achar um que fosse acessível, tivesse variedade de recursos e não levasse anos para carregar.

É, naquele tempo os serviços eram precários e para postar era preciso entrar na fila, quase.

Assim, pipoquei de blogger.br (que ainda não era da Globo) à blogger.blogspot (quando a Pyra Labs ainda não era do Google), que eram os que existiam na época, e acabei ficando no blogspot, mesmo sendo em inglês e criando dificuldades para o uso com alunos, por isso.

Nestas, perdi blogs, perdi os comentários que ficavam em aplicativos diferentes: blogger.globo e haloscan.

Assim, meu blog ficou uma colcha de retalhos linkando o que consegui recuperar.

Hoje comecei um processo de agregar isso tudo. Vai levar mais uns 3 anos eu acho :)) Mas vai ficar legal. Enquanto isso, o meu feed rss vai ficar meio maluco, misturando coisas antigas e novas. Então, se derem de cara com uma entrevista minha de 2005, uma atividade do cmpa de 2002, relaxem… Pulem para o outro post ou vão dar uma espiada.

Afinal, recordar é viver.

Tags: , ,


jan 27 2008

Share in Google Reader

Categorias: RSSSuzana Gutierrez @ 18:09

Eu estou usando faz um bom tempo o Google Reader e estou gostando bastante. Ele vêm apresentando uma série de funcionalidades adicionais, como a integração com o Read Burner.

Uma coisa que dava um certo trabalho era compartilhar algum post sem se subscrever ao feed do blog. Eu fazia do seguinte modo:

1 – Usava o botão Subscribe… instalado na barra do meu Firefox.
2 – Compartilhava o Post e não completava a subscrição ao Feed.

Porém, encontrei, no Google System, um script java que desisti de colar aqui 😐

Então, quem quiser usar entre em Google System, clique no link Share in Google… , segure e arraste para a barra do navegador. Use quando quiser compartilhar um post de um blog que você estiver visitando, mas não quiser subscrever. Ele abre a página de busca do Google Reader, mas não é preciso fazer nada é só clicar no link do site nesta janela que aparecerá uma janela onde se pode compartilhar normalmente. O post vai certinho para os itens compartilhados.

Tags: , ,


jan 21 2008

ReadBurner, agregando o que compartilhamos no Google Reader

Categorias: colaboração,RSSSuzana Gutierrez @ 12:59

O ReadBurner reúne as postagens compartilhadas por usuários do Google Reader. Depois, classifica e apresenta estas postagens em diversas formas tipo: últimas postagens gompartilhadas, as mais populares, as mais populares da semana , …

Agrega de forma geral, e apresenta todas as postagens de todos os membros ordenadas por número de vezes em que cada uma foi compatilhada ou classifica as postagens em determinadas línguas (português ainda não tem link separado).

Cada opção tem um feed que pode ser adicionado ao Googler Reader. É o filtro do filtro e, se recompartilhadas vai dar um loop em determinadas postagens.

Eu inscrevi meu link de compartilhamento e adicionei os feeds em inglês das ‘mais populares’ e das ‘mais recentes’ para acompanhar.

Aqui algumas estatísticas sobre as adesões e as postagens compartilhadas, tipo autores mais presentes, sites e colaboradores do ReadBurner.

Quando a brasileirada se inscrever e começar a recomendar leituras usando o compartilhamento do Google Reader, o português vai aparecer rapidinho por lá.

update: postagens em português saem na opção espanhol :))))))

Tags: , , , ,


jan 13 2008

Edu blogs: reflexão ou blá blá blá psitacídeo?

Categorias: blog,edublogosfera,educação,RSSSuzana Gutierrez @ 05:29

Depois de falar um pouquinho sobre os 10 anos dos blogs, vou registrar aqui alguns pensamentos sobre a parte da blogosfera constituída pelos professores. Lá por 2001/2002 havia uma meia dúzia de blogs de professores, a maioria blogs pessoais que tratavam de tudo, inclusive da escola.

Para mim estes eram e ainda são os legítimos edublogs. Um grande número dos que vieram depois ou já vinham com pretensões de grande midia, de ser O espaço e O formador de opinião sobre determinado assunto, ou vinham direcionados a projetos específicos da escola.

Os primeiros entraram na onda dos contadores de acesso, da romaria de visitas e comentários para gerar tráfego no seu blog, da divulgação exaustiva das postagens nas listas de discussão.

Os segundos, mais humildes, nem se entendiam como publicação e ficavam circunscritos a comunidade escolar. Estes careciam e ainda carecem de uma reflexão mais forte sobre a própria prática.

Atualmente, existe um híbrido destes dois tipos, que no meu entender piorou o status dos edublogs: o blog de projeto de escola ou temático, cujo proprietário divulga cada postagem feita e que se preocupa em demasia com a quantidade de acessos e outros rankings.

No meu entender, perdem em grande parte a possibilidade que um blog traz de registro da reflexão sobre a prática, da teorização, da exotopia sobre a própria atividade do blog. São blogs que quase que somente anunciam (reanunciam, neh) o que a midia já publicou. Ou que relatam ou são suporte de práticas e projetos, mas sem que em nenhum momento ocorra uma reflexão sobre as práticas e projetos.

São blogs que pouco dizem do seu dono, pois o relato pessoal, a mescla do pessoal com o profissional não ocorre. São páginas que não motivam o diálogo e, um acesso aos comentários, mostra que as visitas não interagem com o conteúdo. São retribuições ou quase convites.

Talvez, este status da edublogosfera seja fruto do contato com as outras blogosferas e uma coisa que possa ainda ser corrigida. Nada contra a eventual postagem de notícias ou reprodução de textos. Porém, penso que no interesse de desenvolvimento de uma edublogosfera, nós professores poderíamos pensar em:

1 – ter um blog pessoal, onde os assuntos fossem TODOS, mas com um grande espaço para: refletir sobre a sua prática social, sobre seu trabalho e sua vida, para escrever de modo crítico sobre o que lê, para dialogar com outros blogs, para ser um registro histórico de sua aprendizagem na rede. Um blog que se desenvolva como um ambiente pessoal de aprendizagem.

2 – separar o blog anterior de blogs específicos de projetos na escola ou outros projetos. Embora o blog pessoal possa falar destes outros blogs e de seus projetos, sobretudo aprofundando a reflexão, afrouxando a formalidade de avaliações e objetivos.

3 – Distribuir o conteúdo de seus blogs por rss/atom e usar um agregador de conteúdo que possibilite socializar, recomendar leituras e, deste modo, incentivar a formação de redes sociais.

Que acham?

em tempo:
Este meu blog que nos antigamente se chamava Onde anda Su? sempre tentou ser um blog pessoal e, também: agregar valor à informação e não ser um mero papagaio da grande, média e pequena midia.

O blog do professor Sérgio Lima e o da professora Raquel Recuero, por exemplo, são blogs que mesclam o pessoal, o profissional, a crítica, a reflexão e, com isso, motivam o diálogo.

em tempo 2: para atingir um maior número de professores vou fazer algo que neste mesmo post eu condeno: vou divulgar a postagem numa lista de discussão. Desculpem a contradição, mas é por uma boa causa: a de incentivar a formação da rede via blogs + rss.

Tags: , , ,


jun 12 2007

Que tal ler os seus scraps por RSS ?

Categorias: redes sociais,RSSSuzana Gutierrez @ 21:20

Não só os seus, os dos outros, também.

Bah…,… pior… (como diriam os meus alunos)

Não só ler, mas distribuir !

Como?

Entre no seu scrapbook. Lá no alto, na URL da página, copie a parte final, que é semelhante à:

uid=141972111057303184678

O feed rss do seus scraps será:

http://www.indian-tv.com/orkut.php?uid=141972111057303184678

Dá para ler qualquer scrapbook equando estou logada no Orkut. Depois vou testar se funciona estando eu fora do Orkut.

Pode ser usado para ler o que se passa nas comunidades, também:

http://www.indian-tv.com/orkut.php?cmm=5285793

por exemplo… (mas mostra só os títulos dos tópicos do forum)

Colado de Devil’s Workshop

Tags: , ,


abr 04 2006

web 2.0 + movimentos sociais

Categorias: movimentos sociais,RSS,webSuzana Gutierrez @ 10:01

Parabéns pelo artigo, Julio.

Ele está coerente e bastante claro sobre os conceitos abordados. Eu acrescentaria uma dimensão a mais no que vem sendo chamado web 2.0, uma dimensão que vai além do aspecto social: a da possibilidade do movimento social. Hoje é possível tirar uma foto com um telefone celular comum e enviá-la para o Flickr com algum texto explicativo e tags, também. Ela será publicada imediatamente no Flickr e num blog do Blogger, que vai difundir esta matéria por rss. Com um pequeno esforço a mais podemos acrescentar-lhe tags da technorati e del.icio.us indexando a nossa matéria para o mundo.

Isso, ao alcance de cada vez mais pessoas, rompe com a forma tradicional de divulgação da notícia, transgride filtros e censuras. Neste sentido, a web 2.0 traz em si uma contradição que pode revolucionar o padrão capitalista no qual ela vem tentando ser fechada.

Abraço, Suzana

[Sobre “Web 2.0 (ou uma tentativa de)“]

por Suzana Gutierrez
http://www.ufrgs.br/tramse/gutierrez/
13/4/2006 às 10h01

Tags: , , ,


mar 04 2006

SuprGlu

Categorias: blog,RSSSuzana Gutierrez @ 08:16

Para quem quiser me subscrever todinha 🙂 >> meu feed no SuperGlu.
O SuprGlu é um aplicativo web que reúne diversos feeds rss publicando-os numa mesma página de formato blog. Uma interessante forma de construir um metablog ou de reunir num mesmo espaço diversos feeds nossos, tais como Flickr, del.icio.us, webnote, …

Como o SuprGlu distribui seu conteúdo via rss é possível subscrever a totalidade dos feeds de alguém apenas usando um endereço. Resta ver como funcionaria um SuprGlu de um SuprGlu de um SuprGlu… captaram?

Minha página no SuprGlu chama-se Onde anda Su?, sintomaticamente.

Technorati Tags: , , , ,

Tags: , , ,


set 02 2005

rss para IM

Categorias: RSS,software,tecnologiaSuzana Gutierrez @ 08:00

rss2jabber é uma nova aplicação que agrega RDF/RSS/Atom feeds e os distribui para clientes de mensagens instantâneas (Trillian etc).
É possível subscrever múltiplos feeds e selecionar a forma de atualização e o número de artigos que vai receber de cada vez.
Para experimentar o rss2jabber é preciso ter uma conta no jabber.
Depois, usando o seu aplicativo jabber favorito, adicione >> rss2jabber@jabber.at à sua lista de contatos e mande este comando:

help

depois, por exemplo, mande:

sub http://slashdot.org/index.rss 3:30 4

este comando vai subscrever o feed RSS da slashdot, que se atualizará à cada 3h e 30min, enviando 4 artigos por vez. [traduzido ‘livremente’ de Robin Good]

Vamos ver como isso funciona e se não aparece logo para outros IM.

Tags: , ,


jul 31 2005

RSS

Categorias: RSSSuzana Gutierrez @ 08:33

Uma lista legal de jornais com rss, porém sem jornais em português. >> Electronic Journals
Technorati Tags: , , ,

Tags: ,


dez 01 2004

rss & scorm

Categorias: ead,RSS,sem categoriaSuzana Gutierrez @ 09:39

Penso que as minhas turbulências mentais contagiaram o Ronaldo e, nem bem ele tinha postado uma excelente resposta, já ampliou em muito a linha de pensamento sobre o assunto. Como ele mesmo disse:

A pergunta* da Su sobre o SCORM continuou a martelar na minha cabeça mesmo depois que eu coloquei a resposta aqui no blog. Como eu mesmo indiquei no final da resposta, eu a achei um tanto insatisfatória. Considerando isso, eu comecei a pensar em alternativas viáveis para o contexto em que ela fez a pergunta.

Daqui em diante ele segue num texto detalhado sobre as alternativas possíveis para o uso do RSS para entregar conteúdo em cursos ou outros ambientes.
Inclusive investiu seu tempo e construiu um exemplo, criando um feed que eu acrescentei no Bloglines e recebi o “curso” ou um link de acesso para uma página que simulava um curso em módulos.

Quem quiser testar (e aqui vai a explicação para o pessoal menos técnico): entre aqui, clique com o botão direito no link (feed) apresentado na página, escolha ‘copiar atalho’. No seu agregador (eu testei no Bloglines), adicione (subscreva) este link (feed) copiado. Vai aparecer um post onde aparece um link Welcome! << é a entrada para o “curso”.
Fazendo o curso: Clique no link Welcome e, quando a página abrir, complete o socilitado. Atualize (F5) a página que aparecerá o módulo seguinte. Repita estes passos até o final do curso.

Ainda não consegui, e vou levar um certo tempo, para assimilar a riqueza do conteúdo do post do Ronaldo, mas alguns pensamentos já começam a passear aqui na minha mente.
Imaginei, trazendo a coisa para o estilo puxadinho, um blog categorizável (ou vários blogs, se tiver que ser mais puxadinho ainda), onde cada categoria seria um aluno e cada categoria teria o seu feed rss. Em cada aluno/categoria seria postado o conteúdo/curso/módulo específico para ele. O aluno receberia este (e os demais) conteúdos no seu agregador de notícias. É possível tudo ser público e aberto como ser particular e acessado por senha.

Caso fosse usado um LMS (ou um ambiente blog, com algumas limitações) o agregador poderia ser um script Java tipo este aqui que puxaria os conteúdos para dentro da página individual do aluno no ambiente.

Antes que eu continue a viajar vou ter que reler as explicações do Ronaldo e ficar torcendo para que ele continue pensando prá este lado J

* Por que o SCORM? Qual a diferença de ser usar SCORM e toda a parafernália que ele implica ou usar, por exemplo, um weblog mais JavaScript e puxar os objetos de aprendizagem para dentro de um ambiente de curso comum ou artesanal?  Faço esta pergunta pensando em escolas estaduais sem apoio ou suporte técnico, laboratórios pequenos sem servidor, professores sem muito conhecimento, etc.

Tags: , , , , ,


jul 13 2003

andei fazendo visitas

Categorias: blog,RSSSuzana Gutierrez @ 09:06

Visitei o weblog de Suzanne Pitz , uma professora e estudante de mestrado na Georgia State University. O weblog é sobre educação e tecnologia. Deixei lá um comentário e uma sugestão sobre o uso do RSS.

Baideuei, ainda não achei uma palavra para traduzir o syndication, do RSS. Sindicalização não dá, sindicação?, acho que não existe.

Tags: ,