set 29 2010

doutorado em gotas II

Categorias: ciência,doutorado,redes sociaisSuzana Gutierrez @ 20:14

Na impossibilidade de ampliar o todo, publico as partes que andam soltas aí nos meus rascunhos 🙂

# redes sociais não são sistemas estanques, livres da influência do meio onde se inserem, ao contrário, redes são históricas, contextuais, inapreensíveis em seu movimento, são o todo e a parte de uma totalidade de relações.

# A forma como a rede se articula mostra e esconde, determina e é determinada pelo conteúdo da rede. O cuidado é não tomar a forma pelo conteúdo e nem o conteúdo pela forma de modo estanque, tendendo a congelar aquilo que é altamente dinâmico e dialético.

# É tentador, mas perigoso usar teorias e conceitos desenvolvidos numa ciência em outras ciências, sem que as peculiaridades de cada campo do conhecimento sejam consideradas. E que, neste processo, uma realidade seja “modelada” por propriedades e leis criados em e para outra realidade.

Como diria um amigo meu:
[…] a memória, introduzindo o passado no presente sem modificá-lo, tal qual fora quando presente, suprime exatamente esta enorme dimensão do tempo conforme a qual a vida se realiza …

Tags: ,


ago 09 2009

uma pergunta…

Categorias: ciência,políticaSuzana Gutierrez @ 14:57

Por que suspendem as aulas e não cancelam os shows e nem fecham os shopping centers?

Mesmo em tempos de excessão as prioridades são mantidas e, por isso, deixadas evidentes.

Update: como as perguntas vão surgindo, acabei por descobrir algumas respostas aqui:

Portal Ecodebates

Tags: , , ,


maio 03 2009

gripe dos porcos, frangos e salmões (modo de produção doentio)

Categorias: ciência,políticaSuzana Gutierrez @ 09:43

O assunto dos últimos dias é a possível pandemia de uma gripe de vírus que se hospedam em suínos e que podem contaminar, se hospedar e retransmitir nos seres humanos. (aqui quem mais entende disso pode me corrigir)

Na imprensa, na maioria, em vez de comunicação séria se vê alarme e aquela alegria incontida de: temos do que falar!!! (temos o que vender)

Mas, hoje estou cozinhando salmão. Amo salmão e lembro com saudade um prato soberbo que comi em Puerto Varas, no Donde El Gordito, regado a cerveja nativa (perdão!). Sou um pouco heterodoxa sincrética em relação as combinações comida – bebida. Meu salmão de hoje será desgustado com vinho tinto caménére In Situ, safra 2005, presente de aniversário que eu estava guardando.

Foi aí que me lembrei do assunto da semana e de algumas coisas que havia lido sobre o salmão criado em cativeiro. Resolvi escrever (um pouquinho) e linkar textos que merecem ser divulgados.

Assim como a crise econômica é mais uma das crises do capitalismo anunciadas por Marx no século XIX, as possíveis pandemias já foram amplamente anunciadas por cientistas que alertam para o perigo de produzir como produzimos. Mesmo os alimentos!

É claro que Marx não previu a gripe aviária e nem outra, mas é claro, também, que elas estão dentro deste mesmo movimento de crises cada vez mais graves que se originam em nosso modo de produção dominante.

Mészáros (2007) aponta que vivemos numa economia do desperdício, um “desenvolvimento determinantemente dominado pelos limites inescapáveis da quantificação fetichista” e não existem critérios e nem medidas para que isso seja contido.

A nossa produção que não mata a fome. mas enriquece alguns, vai certamente matar muitos pelo que desencadeia. Isso está apenas começando.

Mais importante que acompanhar o Jornal Nacional, com as ridículas máscaras e entrevistas ensaiadas é ler informação séria:

:: Estamos doentes e a culpa não é da gripe suína – O Escriba

:: A gripe suína e o monstruoso poder da indústria pecuária – Agência Carta Maior

:: Sobre a gripe suína – Miriam Salles

Tags: , , , ,


mar 08 2009

# dulcora – um pouco sobre o muito

Categorias: blog,ciência,educação,internetSuzana Gutierrez @ 05:47

Para dar o “ar da graça” e, ao mesmo tempo, comemorar o 8 de março:

)) Mulheres na ciência – um texto da Lucia Malla que reflete sobre algumas questões e aponta algumas ligações importantes.

)) “Têm maridos e namorados que acreditam na violência física para se impor; o patrão ainda paga menos pelo mesmo trabalho que fazemos, e nada acompanha o seu cetro de rainha do lar, a não ser um trabalha infindável, desvalorizado e sem visibilidade.” (segue, no Observatório da Mulher, o texto de Raquel Moreno)

e para uma navegação agradável e interessante neste domingo:

)) A entrada do José Roig Robson Freire (errei!) que reúne vários textos matadores do Sérgio Lima. Sobre educação, escola, professores, tecnologia e blogs.

)) Aluno ajuda Aluno – um texto da Sonia Bertocchi que provoca boas reflexões sobre a sala de aula.

)) O professor Jarbas explica o que acontece quando a paranóia contribui para jogar o bebê fora junto com a água do banho. (ou quando administradores incompetentes se metem a censurar acessos). No exemplo do Prof. Jarbas, a Educação Física seria uma das disciplinas mais lesadas :))

)) IPRF 2008-2009 – para quem passa pelo martírio todo o ano. Por Conrado Navarro.

Tags: , , , , ,


jan 30 2009

os sinais do mundo

Categorias: ciência,educação,mundo,políticaSuzana Gutierrez @ 07:36

1 – a crise ambiental não é algo inventado por esquerdistas radicais. Olhe para o céu, olhe para as águas.

2 – uma sociedade capitalista é uma sociedade desigual, autofágica, insustentável. Olhe para pânico dos exploradores de sempre e para como eles resolvem a sua parte da crise. É possível fazer diferente?

3 – os que condenam o Estado dele se socorrem, sem tocar no discurso de um auto suficiente \ regulado Mercado. A personificação das coisas e a coisificação das pessoas.

4 – quando poucos clics podem fazer milhões de cópias de alguma coisa, as noções de propriedade tem de ser revistas. Quando a maior parte da terra pertence a menor parte das pessoas, as noções de propriedade precisam ser repensadas.

5 – a educação, cada vez mais, se consolida como “serviço” e a formação se resume a treinamento para efêmeros postos de trabalho. é possível fazer diferente?

Tags: , , , , , ,


nov 30 2008

Amazonia: Desafiando o Rio Mar

Categorias: ciência,cmpa,educaçãoSuzana Gutierrez @ 16:52

 Enfim começa a aventura do Cel Hiram, professor do Colégio Militar de Porto Alegre. Na página do colégio, a notícia:

No dia 01 de dezembro, ao raiar da manhã, terá início a epopéia do Cel R/1 Hiram Reis e Silva na Amazônia.

Serão cerca 1.630 km pelo Rio Solimões entre as cidades de Tabatinga e Manaus, ambas no Estado do Amazonas; 100 km a mais do que a distância entre Porto Alegre e Rio de Janeiro!

O percurso será realizado em dois caiaques oceânicos (mais propícios para remadas que envolvam longas distância; são rápidos e possuem compartimento de carga que permitem levar provisões), um tripulado pelo Cel Hiram e outro pelos dois companheiros de aventura [continue lendo]

 acompanhe a viagem pelo Blog de História do CMPA.

Um desafio de coragem, de determinação, mas sobretudo de amor.
Vai, Hiram!

)) foto do diário de bordo

Tags: , , , , , , ,


fev 06 2008

Coronel de Porto Alegre vai descer o Solimões e Amazonas em caiaque

Categorias: ciência,cmpa,educaçãoSuzana Gutierrez @ 09:49

Idéia é fazer uma travessia silenciosa e ecológica, apenas com recursos da própria floresta além do caiaque

O Cel Hiram é meu colega no CMPA. Este ano ainda vai entrar numa aventura que vai ser muito importante para todos que acham que o nosso planeta importa, que a Amazônia é um bem a ser preservado não apenas para os brasileiros, mas para o mundo.

——————-
Noticiado por aí:

O coronel Hiram Reis e Silva, professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA), descerá parte dos rios Solimões e Amazonas de caiaque e reconhecerá seus principais afluentes, observará a fauna, flora, hidrografia, relevo, entrevistará autoridades locais, representantes dos povos da floresta, comendo e bebendo apenas aquilo que puder caçar, pescar, apanhar ou receber das populações ribeirinhas.

O Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA) está por trás do projeto, e diz que há nele uma face pedagógica bastante definida de interesse da sociedade brasileira, uma vez que o mundo passa a discutir seriamente as questões ambiental, indígena e desenvolvimento sustentável da nossa floresta, através da pesquisa e o decorrente estudo das informações colhidas in loco sobre a realidade atual e a importância da Amazônia nos contextos nacional e mundial.

Divulgação – Nautica Online www.nautica.com.br ; leia mais

Tags: , , , , , , ,


mar 17 2003

Fórum Mundial da Água

Categorias: ciênciaSuzana Gutierrez @ 15:29

A privatização dos serviços de tratamento e distribuição de água será um dos principais temas do Fórum Mundial da Água, que será aberto neste domingo (16) em Quioto, Japão. O evento ocorre até o dia 23 e terá a presença de diversos chefes de Estados, representantes de organismos multilaterais e ONGs. A Agência Carta Maior dará ampla cobertura e, para isso, enviou ao Japão um repórter especial.

Página do Ano Internacional da Água

Tags: , , ,