out 25 2010

Tempos estranhos

Categorias: academia,cmpa,doutorado,políticaSuzana Gutierrez @ 13:54

Eu nunca pensei que a reta final do meu doutourado fosse coincidir com a instigante  reta final das eleições presidenciais no Brasil. Está sendo difícil escrever uma tese na qual falo de trabalho, tecnologia e educação no contexto de uma sociedade capitalista que imprime toda uma lógica em todos estes processos e, ao mesmo tempo, observar esta lógica em curso, exacerbada pela luta entre duas visões de mundo essencialmente diferentes.

É com agradável surpresa que constato na prática algumas coisas, como extensão do acesso à internet que vai bem além dos +- 25% dos brasileiros que possuem computadores e conexão, conforme o IBGE. Não fosse isso, as grosseiras manipulações da mídia monopolizada passariam como sempre passaram. Estas eleições estão mostrando claramente um caminho de construção possível de outra hegemonia.

E eu, por ter de me dedicar integralmente a tese, estou perdendo aulas incríveis como as do Prof Emir Sader, todos os dias (hoje será às 21h), e experiências interessantes como as que o José de Abreu tem trazido. Os dois, sem este espaço na grande mídia, encontram nas TIC uma forma de compartilhar um outro tipo de informação. Aliás, recomendo muito à quem só lê grande jornal e vê TV aberta (qualquer um ou uma!) que procure outros canais.

Nos blogues e nos canais alternativos de mídia a possibilidade de obter um outro tipo de informação.

Neste momento político, em especial, recomendo:

Agência Carta Maior
Amálgama
Biscoito Fino e a Massa

E, enquanto isso eu escrevo, escrevo, escrevo.  Com saudades do meu colégio e de meus alunos.

Colégio Militar

CMPA

* estes dias, quando vinha voltando da UFRGS, o CMPA parecia especialmente iluminado.

Tags: , ,

Uma Resposta para “Tempos estranhos”

  1. franz says:

    Su, bom dia. Estou elaborando uma apostila sobre blogs, para umas oficinas que realizarei em novembro, e estou sugerindo alguns blogs como visita obrigatória, dentre eles o seu. Então me ocorreu esse nome curioso “//echo $me”, que me parece “Echo by Me”. Fiquei pensando se significa “Ecos de mim”ou “Hecho por mi”. Acho que tem tudo a ver.
    Paraônicamente, Franz