jan 20 2010

Teste: bombordo ou estibordo?

Categorias: humorSuzana Gutierrez @ 12:52

Responda sim ou não:

1 – Você diz que odeia política, que todo político é corrupto e não vai dar seu voto para mais ninguém. Porém,… se num segundo turno sobrassem (revividos) Adolf Hitler e Luis Carlos Prestes, você, com algumas reservas, votaria em … Hitler?

2 – Você pensa e expressa que depois da queda do muro de Berlim não há mais esquerda e direita?

3 – Você reclama da Telefônica e dos pedágios, mas  é a favor das privatizações?

4 – Você costuma pensar que a pobreza é um estado que pode ser revertido individualmente e que a maioria dos pobres é pobre porque quer?

5 – Você acredita que o controle da natalidade pode salvar o mundo da miséria?

6 – Você tem certeza que ideologia é uma coisa de esquerda radical (e que radical é algo potencialmente perigoso)?

7 – Quando alguém se diz socialista, você costuma responder:  – não deu certo na URSS e quero ver só quando tomarem a tua casa?

8 – Quando alguém menciona reforma agrária ou discute o direito á propriedade, você fica agressivo e diz: – Te muda para Cuba!

9 – Você prefere a bancada ruralista ao MST?

10 – Antes de dormir, você dá uma espiada em baixo da cama para ver se tem algum comunista escondido?

Resultados:

Se respondeu SIM a maioria das perguntas – você é de direita e deve ter entrado aqui por acaso.

Se respondeu SIM à metade das perguntas (exceto 1, 9 e 10) – você é de direita, mas é limpinho.

Se respondeu SIM a umas 3 perguntas (exceto 1, 9 e 10) – você é de direita, mas tem salvação.

Se respondeu SIM à todas – você deve ser o fantasma de Pinochet

((testezinho feito com base em Direita, eu? e Tudo em Cima.))

trio esperança - Henfil

Sim! sempre, Henfil


* charge copiada de transitivo e direto

Tags: ,

4 Respostas para “Teste: bombordo ou estibordo?”

  1. Frederico says:

    Oi Su,

    Simplesmente genial o seu teste. Adorei e já vou divulgar. 🙂

    Um grande abraço.

  2. Elis says:

    Su, será que esse não é mais um rótulo? Falo pq acho que quando a gente diz ser isso ou aquilo a gente corre o risco de generalisar algumas coisas. Eu posso dizer que aprovo o movimento dos sem terra por exemplo, mas não posso deixar de considerar que muitas destas famílias estão usando estes espaços de forma indevida ou que tem muita gente se aproveitando dessa situação. Posso também e ao mesmo tempo ser um crítico de Fidel e de Chaves e não ser um ferrenho defensor do capitalismo. Enfim…Eu posso dizer que concordo com muitos ideais progressistas, mas eu prefiro o caminho do meio, ou andar em cima do muro 🙂

    Um beijo.

  3. Suzana Gutierrez says:

    Oi Fred e Elis!

    O teste é uma brincadeira (uma caricatura), mas como toda brincadeira, toca em pontos sensíveis.
    Testes sempre colocam as coisas de forma fragmentada e favorecem as dicotomias e este não seria diferente. A realidade não é ou A ou B, ela é dialética.
    É complicado escolher caminhos, bom seria poder criá-los. Uma forma possível é nos perguntarmos sempre “a favor de quem e do quê… contra quem e contra o quê” (como Paulo Freire).
    Um testezinho assim mostra no máximo uma tendência 🙂
    Bom ler vocês por aqui 🙂 Este ano janeiro está meio parado :))

  4. Jenny says:

    Oi Su, adorei o teste! Janeiro está mais atual que nunca…
    A única que quase respondi sim foi a 10, mas para ver se Hitler não estava embaixo da cama (quando criança, vi uma grande reportagem sobre ele, já na nem tão poderosa Globo) que fiquei noites apavorada pois o sensacionalismo foi tanto que terminaram dizendo que o corpo dele nunca havia sido encontrado!
    Mas em parte concordo com Elis. Não gosto de dizer esquerda ou direita. Detesto rótulos. Sou pela justiça social com liberdade e respeito as diferenças. Meu problema com o socialismo radical é quando ele ultrapassa as liberdades individuais e vira Regime totalitário. Muitos, ao invés de acabar com a pobreza, nivelam todos e se esquecem dos méritos individuais. Brinco sempre que sou radicalmente contra radicalismos… bem dialético, não?