nov 28 2008

Eutanásia – desligue os aparelhos, pai, que eu sou nativa

Categorias: brincadeira!,ciberculturaSuzana Gutierrez @ 03:16

Ontem, uma conversa leve com meu pai se transformou num assunto sério. Não sei de onde o assunto deu uma volta e começamos a falar sobre a vida e a morte.

Sintetizando as minhas idéias sobre o tema, eu deixei claro:

– Se algo me acontecer, não quero viver presa a aparelhos, pois isso não é viver. Nunca me deixe vegetar, alimentada por tubos, monitorada por máquinas! Se eu chegar neste estado, pai, desliga tudo, pois prefiro morrer.

Aí, o meu papai me lançou aquele olhar que eu conheço desde que abri os olhos pela primeira vez,levantou da cadeira e andou em minha direção.
Retirou o notebook de meu colo, desligou da rede; pegou o Ipod, o pen drive e o telefone móvel que estavam ao meu lado e colocou no bolso; catou os controles remotos e desligou a TV e o DVD. Puxou o telefone fixo da tomada e complementou pondo no lixo todas as cervejas e as Bono Morango.

Putzz!!!!!!!!!! Quase morri!

((copiei do Anibal))

Tags: ,

3 Respostas para “Eutanásia – desligue os aparelhos, pai, que eu sou nativa”

  1. Anonymous says:

    Qual é a moral da estória ? Decodiquei as frases, mas semanticamente fiquei na mesma ….
    Um dos principios da comunicação perfeita é a utilização de significados comuns ao transmissor e ao receptor da mensagem. Caso contrário pode ( e ocorre ) problemas. Por exemplo, se você fizer um sinal de “positivo” com um polegar, para um Arabe, seguramente vai ter briga.
    Parece uma observação boba esta minha, mas é muito importante, na medida em que boa parte dos problemas da civilização decorrem de uma comunicação imperfeita.
    Para citar outro exemplo, basta ver o que ocorreu há um tempo atrás quando houve falha na comunicação do centro de controle com as aeronaves.

  2. Anonymous says:

    Entendi. Você quis dizer que o sujeito estava ligado aos aparelhos (TV, DVD, etc. ).
    Bem, foi uma oportunidade pra expor minha visão sobre a comunicação.

  3. Suzana Gutierrez says:

    Ufa!

    por um momento pensei que ia ter de explicar…