abr 07 2008

Competir: muito além da disputa

Categorias: basquete,educação,educação física,suzana gutierrezSuzana Gutierrez @ 15:00

Aos professores, inclusive os de educação física, que acham que esporte e educação não combinam.
Texto que escrevi no final do ano passado e que saiu na Revista Hyloea (em papel) do CMPA neste mês de março. Não colo tudo aqui porque ele tem imagens que dão um sentido especial ao texto.

Andar sempre apaixonado é uma coisa que vem junto com alguns anos conturbados da vida. Adolescentes e, às vezes os nem tanto ou os para sempre adolescentes, estão sempre apaixonados. Aquela mistura de tormento com alguns instantes de lucidez e razão é um motor poderoso para algumas coisas e um freio potente para outras.

Competir nos esportes tem muito disso. Um impulso instintivo e altamente emocional contrabalançado por alguma tentativa de frieza e planejamento. Se, por um lado a tática, a lógica e a estratégia puxam pela razão e se constroem num lugar um tanto frio, por outro, sem aquele impulso do sentimento, sem a paixão, as coisas caem no vazio. A técnica pura quando muito produz um robô mais ou menos eficaz se as coisas forem estáticas. Como elas não são, entra a paixão para dar vida à técnica.

………. segue

Tags: , , , ,

4 Respostas para “Competir: muito além da disputa”

  1. Vanessa dos Santos Nogueira says:

    Olá?

    Recebi um selo da Campanha da Amizade e posso compartilhá-lo com dez amigos. Escolhi você para ser uma delas. Se quiser pegar o selinho vá até o meu blog.
    Lá tem as informações de como proceder.

    Beijinhos
    Vanessa
    http://ciberespaconaescola.blogspot.com/

  2. Sérgio F. Lima says:

    Opa Su!

    Clichês da Seleções de 1935 foi ótimo 🙂

    O que eu mais gosto nos teus textos é que são viscerais, reais, didáticos, enriquecedores…

    Devo confessar que minha visão sobre competição foi desustruturada pelo seu texto!

    bjs

  3. Helena says:

    Oi Su, quanto tempo!!

    A corrida desse ano me fez abandonar um pouco meu Blog. Hoje recebi um comentario de uma dica que fiz la no nosso blog no curso e fiquei com muita saudades da nossa interação!

    Prometo voltar a postar coisas la…e retormar minha partilha com os colegas!

    Jamais me esquecerei dessa professora, super exigente, mas sensacional!

    Beijos

  4. Adriana Amaral (Lady A.) says:

    Oi Su, tenho um verdadeiro trauma com essas competições em equipe, sempre fui péssima em esportes e destratada por colegas e professores por estar “estragando” a equipe rs mas talvez eu tenha tido azar e somente professores ruins pq o q teu texto mostrou foi algo que nunca vivi como aluna de EF. bjo