jul 29 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 18:26

[Ban Ban]

Era assim todo mundo te chamava, e por motivos óbvios.
Mesmo antes de tu começares a caminhar, quando toda a louça e a paciência
da famíla teve de ser renovada e nada mais ficou no lugar…
Teu avô dizia que era a tara dos Gutierrez… Não sei não…
Mas esta cara danada sempre salvou a tua vida 馃檪
Feliz aniversário, tigrinho !


jul 29 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 06:35

[notícias do FME]
Estou assistindo de casa. Embora perca o agito, a fogueira daquele povo todo junto, ganho na qualidade, pois ontem fiquei sabendo que o som não estava bom lá no Gigantinho. Aqui assisti muito bem, enquanto adiantava os meus trabalhos.
Neste momento, fala a debatedora, Profª Wrana Panizzi, da Ufrgs. Já apresentaram seus textos Michael Apple e Emir Sader, sob o tema: Conhecimento, Poder e Emancipação.

Algumas notas


jul 28 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 13:41

[Forum Mundial da Educação]

Mészaros ao vivo na Agência Carta Maior

Transmissões ao vivo direto do forum!


jul 28 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 10:35

[geek things]
O googlenews da Microsoft >> Newsbot – versão beta, ainda.

Alternativa de código aberto ao Orkut >> .node – 馃檪 Hernani


jul 27 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 19:57

image from http://blog.conventionbloggers.com/2004/07/27#a210

[blogs e política]

   What’s Being Said Right Now…

   More on blogging and DNC

   Blogging the DNC

   Convention Bloggers

   Os melhores blogs políticos – concurso

aposto que nesta eleição a coisa começa por aqui e, na próxima, pega fogo.


jul 27 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 06:18

[Autocensura, algumas associações]
… algumas reflexões/relações sobre um post anterior.

1 – A organização setorial e a forma de luta defensiva dos sindicatos, ao longo da história, acabou por gerar uma autocensura e legitimar a ordem política e econômica estabelecida. Em outras palavras, admitindo a possibilidade de interlocução, aceitando negociar e acatando as regras para estas negociações, o próprio Trabalho demarcava a forma de luta possível dentro dos limites impostos pelo Capital.

2 – No caso dos blogs chineses, adaptar-se à censura ou, antes, evitar a censura por meio da autocensura é não confrontar a contradição, não questionar o seqüestro da fala. Embora, aqui, possa se pensar a estratégia de Gramsci. Porém, esta não se dá fora da consciência.

3 – No caso do Brasil, que elegeu um presidente de esquerda para não sair do centro, não é preciso ser a Rainha Vermelha para saber que é necessário correr o dobro para não chegar à lugar nenhum. Vai ver, Lula vem treinando a autocensura de modo que, faça o que fizer, não corra o perigo de tocar os limites já definidos e tidos como imutáveis.


jul 26 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 16:53

[o dia em que os blogs tornaram-se algo mais]
“- Você sabe a diferença entre vocês e nós?” – pergunta a midia oficial.
E ela mesmo responde: “- Nós não aplaudimos os oradores …”

A presença de blogueiros cobrindo a Convenção Democrática Nacional nos Estados Unidos tem sido para muitos uma transformação no universo dos blogs. David Weinberger relata que estar sentado no chamado Blogger Boullevard é, para os blogueiros credenciados para cobrir a Convenção, como estar do outro lado do Rubicão. Blogar se transformou em algo mais. Porém, não se sabe exatamente em quê. E as dificuldades no processo parecem dostoyevskianas, segundo Weinberger.

Ao mesmo tempo que todos parecem considerá-los fora, fica a consciência de sua presença inegável. Anomalia oficializada.

Por aqui, as bandeiras do PSTU ocupam o lugar de outras bandeiras nas manifestações. Bandeiras que sumiram, algumas envergonhadas, outras pela razão cínica


jul 26 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 12:14

[censura]
Também a partir da BlogOn 2004, via- Many to Many, o post de Ross Mayfield sobre a censura do governo chinês sobre os blogs. Parece que uma varredura em certas palavras chaves garante que certos assuntos não sejam publicados e submeter-se a isso é o modo de poder publicar de alguma forma.
Mayfield acredita que estas restrições tendem a gerar uma nova forma de expressão, baseada na auto-censura e nos desvios que possam ser feitos para dizer o que se quer dizer.

Forma e conteúdo / meio e mensagem … É preciso reler McLuhan com outros olhos.
Gramsci fez milagres com lapis, caderno e um longo caminho até a publicação. Neste sentido, embora a censura à um blog seja mais fácil de fazer, os meios de burlar a censura são muito mais abrangentes.


jul 26 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 11:32

[BlogOn 2004, softwares sociais e negócios]
Na Wired, um artigo sobre como as tecnologias sociais como os wikis, blogs e as redes estão modificando a forma de operar de empresas como a Microsoft, por exemplo. No sentido, é claro, de uma modificação na forma de conduzir os negócios e de aproveitar o que estes meios podem proporcionar. Relata o crescimento vertiginoso de companhias como a Six Apart e as modificações que os softwares sociais trazem para as relações cliente/empresa/produto. Assuntos longamente discutidos na BlogOn 2004.


jul 25 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 18:22

[IAMCR]
   Ontem o assunto do almoço girou em torno da programação da IAMCR, que iniciou hoje. Para mim foi ótima esta oportunidade de saber um pouco mais sobre o que já está rolando e vai rolar no evento, pois estive um pouco fora de circulação nas últimas semanas.
   Penso que, a partir de amanhã, já estarão na página alguns dos artigos e apresentações previstos. É desta maneira e pelo sharpreader que pretendo acompanhar, cercando alguns assuntos do meu interesse.
   Alguns blogueiros estarão postando direto de lá.


jul 25 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 06:14

[Mészáros]
   Estará em Porto Alegre para o Forum Mundial de Educação e dará uma conferência dia 29, quinta-feira, 19h, no Salão de Atos do Colégio Rosário [ver folder no InTramse]. Certamente, será possível comprar o livro (novo lançamento da Boitempo) na feira que costuma ter no Gigantinho. Há dois anos, consegui comprar o Para Além do Capital, em Caxambu-MG, durante a ANPED, por um preço mais acessível, durante o lançamento. Vamos ver o que oferecem.

A Agência Carta Maior publica alguma coisa sobre o livro e sobre as andanças de Mészáros no Brasil.

“Em O poder da ideologia, o autor de Para além do capital, transita do abstrato ao real, do global ao local, do passado ao presente com impressionante força e densidade, dissecando de forma crítica o pensamento de alguns dos ícones da academia na atualidade como Jünger Habermans, Max Weber e Theodor Adorno.

Avalia o movimento socialista, de suas origens à socialdemocratização dos partidos comunistas, situando a ideologia em seu próprio contexto histórico e sublinhando suas funções transformadoras. Mészáros também combate os mitos da neutralidade ideológica e da pureza científica, ao analisar o papel da ciência como legitimadora de interesses ideológicos. E expõem a importância de uma ideologia da emancipação para superar o capitalismo.”


jul 25 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 06:00

[as redes sociais]
Mas qual a intenção em mapear nossas redes sociais? E o que os blogs têm a ver com isso?

É a pergunta que está lá pelo meio do artigo de Alessandro Barbosa Lima. Interessante relexão que vem do lado business. Guardo aqui para ver se consigo comentar depois.


jul 23 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 19:07

[para ler depois]

:: O futuro biônico de todos nós

:: Amores em Rede

:: A Escrita do Afeto e do Medo

:: Cuba supera crise e mantém conquistas sociais


jul 23 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 09:45

[ressaca II]

:: a banca: ProfsDrs Lucídio Bianchetti, Marlene Ribeiro, Tania Raitz e Augusto Triviños.
No centro, a minha orientadora Carmen Machado.


:: uma platéia atenta é muito bom, principalmente quando
está cheia de seus amigos e amigas, companheiros dos caminhos da pesquisa.

:: anotando, não sem alguma preocupação, que o Prof Triviños vai me cobrar
la promesa de la página dosciento y cuarenta y siete. Ai,…

:: sorrisos: o meu no final 馃檪 Feliz!, exibindo todo o tamanho que as minhas bochechas
atingiram durante os últimos meses; o da Mara,
um sorriso médio de quem defendeu o projeto semana passada,
e um sorriso meio atucanado do Paulo, que defenderá seu projeto daqui um mês.


jul 23 2004

Categorias: sem categoriaSuzana Gutierrez @ 08:13

o inicio

[ressaca]

E aí MESTRA??!!! Como foi a apresentação…Tô aguardando o post,,,tá esperando passar a ressaca

abraços
Sérgio Lima

Não é que ele tem razão!
Pois é, Sérgio, é claro que tomei todas as cervejas que não tomei durante o ano 馃檪 Mas a ressaca maior foi a alegria de encerrar (por hora neh) super bem um trabalho de dois anos oficiais e tantos outros anos extra-oficiais. Uma das ressacas boas que tive ontem, se entendermos a ressaca como aquele momento em que o mar se liberta das marés ordenadas, dos seus ciclos iguais. Foi um dia ímpar, cheio de ressacas. Ressaca, também, foi o encorajamento, o acolhimento, a segurança que representa receber a crítica e o elogio de tantos colegas, profissionais que respeito e admiro.
Uma sensação indescritível receber o abraço dos colegas, saber que estão felizes por nós.
Um assombro :), ver as caras safadas dos ‘sujeitos e sujeitas de pesquisa’, tão nervosos/as quanto eu. E pensar que, talvez, eu tenha contribuido um pouco para a sua vida como pesquisadores/as.
Neste processo todo, nada seria como foi sem estes amigos e amigas. Mais ainda, será difícil ter palavras e ações para agradecer a dedicação, a direção segura e a liberdade que a minha orientadora, a Profª Carmen Machado me proporcionou. Ela é uma pessoa como existem poucas. Tem a capacidade de reconhecer a nossas asas e nos incitar a voar.
:: na foto, o início, Carmen abrindo a sessão, acompanhada de Marlene, Lucídio e Tania, professores da banca.


Pr贸xima P谩gina »